It takes a great deal of History to produce a little History

Saturday, December 15, 2012

Carta Parietal da Região de Tavira (J. de Sande Vasconcelos [1790-1797]). Estudo analítico em curso

A chamada "Carta Parietal" de José Sande Vasconcelos foi "descoberta" na Biblioteca Nacional de Lisboa aquando da preparação da Exposição "Tavira, patrimónios do mar" de 2008. É um documento impressionante, com mais de quatro metros de extensão.

Mapa original muito reduzido
Enquadramento e orientação aproximados
Eis uma selecção do registo bibliográfico do documento na Biblioteca Nacional de Lisboa:
AUTOR(ES)
Vasconcelos, José de Sande, 1730?-1808; Melo, Luiz de Mendonça, co-autor
ESCALA
Escala [ca. 1:3500], meio quarto da légua que são 343 braças = [21,85 cm]
DESCR. FÍSICA
1 mapa : manuscrito, color. ; 172x411 cm
NOTAS
Este mapa terá sido elaborado em 1780 em conformidade com: Brabo, F. A. D. (2004) "José de Sande Vasconcelos: engenheiro militar e cartógrafo no Algarve nos finais do séc. XVIII". Stilus, no 6-7 (Jan.-Dez.), pp. 145-176

Este mapa está, provavelmente, incompleto, apresentando ausência de título e da responsabilidade do Conde de Val de Reys, governador do Algarve, que surge normalmente nos mapas do autor

Mapa com pequenos rasgões, bastante partido, com muitas falhas de verniz
CDU
914.696(084.3),912"17"(084.3)

Na exposição de Tavira esteve uma cópia de grandes dimensões mas quase ilegível, baseada numa digitalização de baixa-resolução. Essa mesma imagem foi publicada no respectivo catálogo, num desdobrável de dimensões demasiado pequenas e também quase ilegível.

A "Carta Parietal" foi objecto de um estudo publicado nesse catálogo por Miguel Soromenho, em que se destaca a crítica externa do documento histórico e a uma introdução à vida e obra do seu autor [1].

Aí se assinala ser "um dos maiores documentos do género conhecidos em Portugal no séc. XVIII", com as dimensões de 411x172cm. A sua data estabelece-se no intervalo entre 1790 e 1797, anos em que Sande de Vasconcelos teve a patente de coronel, que surge na legenda do mapa.


UM TRABALHO EM CURSO
O mau estado do original único e a má qualidade da digitalização dificultam ou impedem parcialmente a realização de um estudo analítico detalhado e sistemático da carta, que nunca foi feito até agora. Esse é no entanto o meu objectivo, tendo em vista a sua inclusão no meu futuro "Atlas Histórico de Tavira e das cidades da sua região".

 Nesta nota apresento apenas o estado actual, incompleto, da digitalização analítica vectorial do documento original.
 

Conjunto

Detalha Esquerda

Detalhe Centro

Detalhe Direita
A versão final será bastante mais elaborada e incluirá um modelo corográfico e a respectiva chave de leitura, para além de notas de crítica interna do documento e de uma lista sistemática de instâncias toponímicas e corográficas.


RUÍNAS DE BALSA E PROPRIETÁRIOS DA ZONA ANTES DA REVOLUÇÃO LIBERAL

Um dos aspectos mais interessantes e inéditos da carta (revelado agora pela primeira vez, ao que sei) é assinalar as ruínas da cidade romana de Balsa, embora sem as identificar ("casas dos mouros" na Xareca, que deverão corresponder às cetárias identificadas por Estácio da Veiga, e "Vestígios de fortificação" na zona do litoral da Quinta das Antas, vagamente desenhados por Estácio da Veiga como muros sobre a ria).

Certifica também ineditamente que a "quinta da Torre d'Aires" ainda não se chamava assim mas era então a "fazenda de Filipa Narcisa" no sítio de Andas. A "casa grande" da 2ª metade do séc. XIX era então o "monte de Filipa Narcisa".

A zona da Xareca pertencia a Rodrigo Tavares e a futura Quinta das Antas a Francisco Gomes Inglês.

Localiza ainda uma "torre antiga dos mouros", desconhecida noutras fontes contemporâneas com notícias sobre torres medievais e modernas, podendo tratar-se na realidade de ruínas de um monumento romano desconhecido.

Pormenor da zona da antiga cidade romana de Balsa

ATLAS HISTÓRICO DE TAVIRA

Sobre o projecto do Atlas Histórico de Tavira podem ver-se os nove posts já publicados em http://imprompto.blogspot.pt/search/label/Atlas%20Hist%C3%B3rico%20de%20Tavira
O projecto é descrito em http://imprompto.blogspot.pt/2010/09/atlas-historico-de-tavira.html
 
----
[1] Miguel Soromenho, Catálogo, nº 1, "Cidade de Tavira e seus arredores" in Jorge Queiróz & Rita Manteigas (Coords.), Tavira, patrimónios do mar, Câmara Municipal de Tavira, Tavira, 2008: pp. 153-157